Número total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Nevoeiro


( foto gentilmente cedida pelo meu amigo J.Duarte )

Bruma da noite
Fantasma escondido
Encoberto na foice
De um gesto vespertino
Silêncio abismal
Da fortaleza que prende
És escuridão serena
Na ferocidade atroz
De um felino desperto
Com garra de ser animal
Que vem calar minha voz

És cortina de fumo
Que surge solta... livre
E vens tu serena
Com tua simplicidade firme
Vem ....
Deixo que me toques
Por entre teus vales e montes
Pelos teus cantos
Em todos os teus recortes
Vem....
Desse teu mundo mistério
Nesse teu caminho bravio
Me leva contigo!!

07.11.2008

Sem comentários: