Número total de visualizações de página

sábado, 31 de janeiro de 2009

Corpo Maduro



(foto cedida gentilmente pelo amigo Monteiro)

Flor de encanto
Na ruga da vida
Marcada no tempo
Que o corpo acolhe
Na pele sedenta
Do toque sentido
Que a alma alimenta
E o olhar recolhe

São pedaços de pétalas
De estrelas de um jardim
Alojadas num corpo
De jasmim perfumado
Que as protege
Por se sentir amado

Corpo rosa em flor
Que envelhece...
Nas batalhas enfrentadas
Se enternece...
Com gestos de carinho
Partilhando o Amor
E mantendo o brilho
Em todo o seu esplendor

1 comentário:

Luar Azul disse...

Há palavras que nos beijam! Ofereço-te o meu sorriso reflectido num mar de águas cristalinas.

És uma ave inquieta, uma ave que migra em busca da Primavera. És chegada, és partida, és silêncio, és um cometa que brilha nas noites de escuridão