Número total de visualizações de página

sábado, 8 de dezembro de 2007

A Minha Amiga Solidão




( foto gentilmente cedida pela minha amiga ALMA )



Aos olhos do mundo
Sei que isto
É bastante estranho
Talvez digam
Que sou louca
Que o meu engano
É de todo o tamanho
Mas que vou eu fazer
Andava á procura de um amigo
E não encontrando nenhum
Foste tu...
Quem me encontrou
Talvez fosse o destino
Pois, de tanto procurar
Cansei-me...
e deixei de me ralar
Houve dias
Em que passei o tempo
Fugindo de ti
Mesmo sabendo
Que tu só me querias
Para ficar junto de mim
Lutei para que não acontece-se
Mas...tu foste insistente
Fizes-te sempre
O que te ia na mente
E ao não me deixares sozinha
Sei que ás vezes
Consegues ser uma amiga
Outras conselheira
Ás vezes suave, ligeira
Querendo ser permanente
Para no fim
Deixares-me a pensar
Tu estavas sempre ali
Eu não tinha que me preocupar
Afinal tu só me queres
Para fazer-te companhia
E com teu estranho ar
Sei, que pareces fria
Sem sol ou luar
Nem tanto assim
Pois como tudo na vida
Eu sei que tu...
Um dia...também
Podes mudar
E como minha Amiga
Estarei a teu lado
Para te acompanhar
E quem sabe aconselhar...
14.02.05

1 comentário:

Migalhento disse...

este está uma obra prima...falta a música do Rui...