Número total de visualizações de página

sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

Eterna Sabedoria





Diz o povo
Na sua eterna sabedoria
Nascida e criada
Na sua tristeza
Na sua alegria
Que o Amor sabe a pouco...
Ouviu-se dizer por aí...
Da boca de alguém
Talvez louco
Ou zé ninguém
Que o Amor, nos dá pouco...
Só dor...
Mágoa...loucura...
Outras, aventura...
Solidão, desdém...
São Loucos!!
Quem o Amor sente
Torna-se gente
Que se amofina
E desalinha
Mas sente
Que nem adrenalina
Sempre descontente
Deliciosa
Que nem exótica rosa
Procurando sempre
A porta certa
Para até ele chegar
Até que um dia
Paradísiaco jardim
Conseguir plantar...
30.01.05

1 comentário:

Migalhento disse...

...sou outro dos q acredita q no povo, por pouco q se diga, sempre se acerta!!
Acredito também...