Número total de visualizações de página

quarta-feira, 14 de novembro de 2007

A Eterna Procura

(de um novo rumo)

Sinto-me peregrino
Por tão estranha estrada
Onde me encontro
Mas sempre me perco
Não procurando nada
Estando sempre tudo
De mim tão perto
Na descoberta
De mais uma nova caminhada
Sinto que alimento a Alma
Caminhando pela Fé
Na eterna encruzilhada
Onde á procura do amor
Vou tentando manter-me
Sempre de pé
Onde nem sempre consigo
Fugir sem sentir
Pequena ou mesmo...
Grande dor
Vou caminhando
De povoado em povoado
Na esperança de que aconteça
O milagre há muito esperado
Tenho o corpo já dorido
Deste esforço agastado
Pois, sempre que me foge
O comboio da vida
De novo me encontro
Junto à linha
Para mais uma partida
Até que um dia
Serei velho
Cansado
Continuando na procura
Do que me foi prometido
E que para sempre
Será desejado...
24.01.05

Sem comentários: