Número total de visualizações de página

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Será que vem?!



( foto gentilmente cedida por ALHenriques )

Húmido no tempo
Que sinto aqui parado
Minha ânsia cresce
Que faço aqui…
Resisto.
Deambulo e me perco
Sozinho fico
Na magia do encontro
Que sonho e desejo
Será que vem?!
Pergunto a mim mesmo…

Navego na bruma
Do tempo que não pára
Mas que carrego lento
Aprisionado em mim
Aqui plantado
Feito guardião do templo

Carrego na bagagem
O desejo de te abraçar
De ver no teu rosto
Alegria e o sol raiar

Guardo no bolso
O meu querer
No rosto o meu sentir
A vontade de te cheirar
E no meu regaço
Sentir o teu aninhar

Trago no peito
Este fogo que me queima
Na vontade de correr mundo
À tua procura
Um coração que bate forte
E pergunta…
Onde pára…
Tu que és minha feiticeira
Nascida da bruma
Filha da geada
Camada de neve matreira
Será que ela vem?!...
Musa da bruma encantada
Minha amada
Amor meu…
Deste mundo e do além!!

13.08.2009

Sem comentários: