Número total de visualizações de página

domingo, 23 de novembro de 2008

Até quando?!!!



( foto de meu amigo ALHenriques )


Até quando..ficarei por aqui
Tive dias de orgulho
Em que me olhavam
Pelos canais e recantos
De tuas águas serenas
Serenatas que cantaram
Nos tipicos passeios
Que comigo desfrutaram
Mas...até quando ficarei
Foram dias de cor
Alegrias...
Alguma dor
Dias de labuta
De sorte no trabalho
Muito trabucar
Daqueles que comigo
A vida era uma luta
Mas...até quando...
Estarei por aqui
Preso, abandonado
Perderam o respeito por mim
Aqui estou EU...
Na lama que me acolheu
Contigo do meu lado
Companheiro de má sorte
Acorrentados, atolados
Restam-me momentos de glória
Na minha tosca e parca memória
O ego que a cada momento reforço
A Alma de um tempo
Já passado
Mas muito só nosso
Mas...até quando...
Guardarei esta raiva
Contida na lama
Que me preserva a vida
Feita corrente..permanente
Esperando que o vento
Traga a maré
E EU novos rumos tome
Mas...até quando...
Terei FÉ!!

23.11.2008

1 comentário:

Poeta do Penedo disse...

Tivesse este teu belo poema sido dirigido a homem ou mulher, num estado de abandono, como o estão os pobres barcos, e seria um poema para eu declamar até ás lágrimas, porque traduziria a enorme tristeza humana, tão real, infelizmente, e que muito me toca.
Mas é um poema muito belo. Superou a fotografia.
Parabéns nobre gaivota.