Número total de visualizações de página

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Ser Errante...

Sou ser errante
Vagueio por aí
Sinto o vento no rosto
Poeira em meus olhos
Que nem sei quem sou
Sou de tão longe
Que já me esqueci
Sou campo de trigo
Folha de carvalho
Sou alma penada
Primavera perfumada
Sou aquele que ama
Sem ser amado
Sou carta fora do baralho
Sou sabor a mel
Trago de fel
Aquela pequena
Grande dor
Sou beija flor
Sou tribal
Ilegal
Sou clandestino
Sou ser vadio
Sou aquele que...
Não tem destino
Quem sou??
Tão pouco eu sei
Em labirintos me perco
Em atalhos me acho
Sou peão
Sou dama
Sou capacho
Quem sabe não serei REI!
Por agora
Sou ser caminhante
Levo comigo o sol
Como amante a lua
Na paixão o Mar
Sou ser errante
Vagueio por aí
Em qualquer
Monte ou vale
Por caminho ou estrada
Sou aquele que tem tudo
Aquele que não tem
NADA......
10.01.04

Sem comentários: